Sábado |

Setor da saúde

Movidas pelo exemplo de Jesus que no Evangelho mostra uma atenção preferencial aos doentes, nossas Irmãs, já no início da fundação, se dedicaram aos doentes nos hospitais e lares de idosos. Isso o faziam levadas por um profundo amor, compaixão e paixão libertadora. A misericórdia as impulsionava a ações generosas, missão  que dão continuidade com grande zelo e dedicação.
     
No exercício de sua Profissão, nossa Irmã enfermeira, se aproxima do irmão e irmã enferma com o intuito de tirá-lo da solidão, do isolamento. Procura acolhê-lo, escutá-lo, compreendê-lo e sobretudo tenta atingi-lo com sua própria fé. Seu grande empenho é fazer com que o doente sinta a presença amorosa, querida, cheia de ternura e compaixão do Pai do Céu e, com grande confiança e fé se lance nos seus braços, sem temor. 

Seu intuito é despertar no enfermo sentimentos de gratidão pela vida, pelos cuidados que recebe das visitas, dos que lhes prestam serviços, pela ação amorosa de Deus  na sua história de vida.

Junto ao doente, nossas Irmãs, procuram despertar-lhes a confiança, suscitar esperança, acordar sua energia oculta, adormecida e restituir-lhe o sentido de sua dignidade de filho, filha amada de Deus para que recobre a vontade de viver para fazer o bem.

Espelhando-se em Jesus e Francisco de Assis,  nossa Irmã, procura no seu trabalho, nos Hospitais, Lares de idosos, exercer a maternidade do coração com sua presença de mãe acolhedora, afetuosa, compassiva e carinhosa., deixando-se guiar por Maria, Mãe de Jesus e nossa, que ao pé da cruz, fortalece, no Filho ,sua decisão de se entregar à vontade do Pai.

(Irmã Maria Eunice Vilela)